Maria Beatriz Furtado
Eventos
Artigos
Eventos
UFC Glendale - Saibam como foi!

UFC Glendale - Saibam como foi!

ufc%20glendale.jpg

Lá se foi mais um evento esse mês, que está bem agitado no mma. O UFC embarcou este sábado no Arizona, com 14 lutas, compensando o último evento que teve muitos cancelamentos e acabou sendo menor.

O card preliminar foi bastante proveitoso, incluindo até algumas surpresas de acordo com os palpites e casas de apostas. 
Lopez por exemplo, segunda luta do card, foi nocauteado por Perez, e Bhullar foi finalizado com a rara omoplata por Wieczorek.

Já o primeiro brasileiro da noite, Diego Lima, não fez uma boa luta, monótona, e acabou perdendo de Okami por decisão. 
Não deu também para Wilson Reis, que até conseguiu várias quedas, mas não foi contundente no chão, o que acabou levando o resultado para os juízes, desfavorável a ele.
Mas os outros três participantes do Brasil trouxeram a vitória com excelentes performances, para a nossa felicidade.

Nosso Gilbert Burns, o Durinho, ainda no card preliminar, fez um bom primeiro round e conquistou um belo nocaute no segundo. No final ainda desafiou Olivier Aubin-Mercier, o chamando para dia 07 de julho (na famosa fight week). Eles lutariam em evento que ocorreu em fevereiro deste ano, mas Durinho não bateu o peso.

Ainda no preliminar, tivemos dois nocautes: de Brad Tavares sobre Krzysztof Jotko, e do Muslim Salikhov, numa luta que estava bem disputada até entrar um duro golpe na cabeça de seu oponente, Ricky Rainey, que ficou sem saber onde estava.

Antônio Cara de Sapato se mostrou ainda mais completo também na trocação, e encerrou a luta na sua área, com uma linda finalização ainda no primeiro round.

Iniciando o card principal, luta feminina bem movimentada entre Michelle Waterson e Cortney Casey, com decisão dividida e há quem diga até controversa. Waterson certamente levou bastante para o chão, mas quem dominava nele era Casey, chegando perto da finalização mais de uma vez. Como não conseguiu, coube então para os juízes.

Israel Adesanya demonstrou sua imensa habilidade em pé, sendo comparado inclusive com Jon Jones e Anderson Silva (será que é tudo isso?! Rs). No último round, deixou a desejar para o italiano Marvin Vettori, que o levou para o chão. Mas não foi o suficiente para perder a luta, deixando Vettori irritado. 

Já Alex Cowboy passou momentos apertados no co-main event ao final do primeiro round, quase sendo finalizado por Condit, mas deu a volta por cima no segundo e quem finalizou foi ele, com uma guilhotina, numa bela guerra no cage.

E o que falar da principal? Que luta! Dustin Poirier e Justin Gaethje. Dois monstros, guerreiros, sempre muito bom assistir lutas assim. Foi muito difícil opinar no vencedor, as apostas estavam bem disputadas e parelhas. E ao assitir, a sensação continuou: a qualquer momento poderia sair um nocaute de qualquer um dos lados. Três rounds inteiros de trocação franca, mas estava claro que não chegaria até o quinto. Com o gás de ambos já se esgotando, no quarto round entrou um golpe mais forte e não deu para Gaethje, que continuou em pé cambaleando e nem iria se entregar, mas Herb Dean teve que corretamente interferir e encertar a luta. Mas valeu demais a pena! Luta sensacional, e evento inteiro muito bom. 

Seguem abaixo resultados completos.

Até o próximo!

CARD PRINCIPAL:

Dustin Poirier derrotou Justin Gaethje por nocaute técnico a 33s R4
Alex Cowboy finalizou Carlos Condit a 3m17s do R2
Israel Adesanya derrotou Marvin Vettori por decisão dividida
Michelle Waterson derrotou Cortney Casey por decisão dividida 

CARD PRELIMINAR:

Antônio Cara de Sapato finalizou Tim Boetsch a 4m28s do R1
Muslim Salikhov derrotou Ricky Rainey por nocaute a 4m12s do R2
John Moraga derrotou Wilson Reis por decisão unânime
Brad Tavares derrotou Krzysztof Jotko por nocaute técnico a 2m16s R3
Gilbert Durinho derrotou Dan Moret por nocaute a 59seg. do R2;
Lauren Mueller derrotou Shana Dobson por decisão unânime;
Yushin Okami derrotou Dhiego Limana decisão unânime;
Adam Wieczorek finalizou Arjan Bhullar a 1m59s do R2
Alejandro Perez derrotou Matthew Lopez por nocaute técnico a 3m42s do R2
Luke Sanders  derrotou Patrick Williams por decisão unânime

Maria Beatriz Furtado
Paulista, bancária se aventurando no mundo da escrita, sobre um assunto que tanto gosta,MMA, com a maior espontaneidade possível.