Seiichi Hissamura
Memória MMA
Artigos
Memória MMA
Joanna Jedrzejczyk vs Rose Namajunas

Joanna Jedrzejczyk vs Rose Namajunas

lat-ufc-217-wre0061317350-20171104.jpgHoje, aproveitando que a revanche foi marcada, não vamos ir tão longe assim na nossa Memórias do MMA, e vamos relembrar a luta que desbancou a banca de apostas no MMA feminino: Joanna Jedrzejczyk vs Rose Namajunas.

Houve muito trash talking (provocações sujas) envolvidas nessa luta, enquanto a atual campeã, Joanna, disparava autoconfiança e favoritismos pra cima da Namajunas, a desafiante, além do semblante tranquilo, ainda mantinha a clama e serenidade sem responder a altura as provocações.

Essa luta aconteceu no UFC 217, 4 de novembro, em Nova York (EUA).

A americana, que durante toda a semana aguentou calada as provocações da polonesa, entrou no octógono com sangue no olho e revidou tudo o que guardou com golpes certeiros, atropelando a campeã aos 3minutos e3segundos do primeiro round. Joanna ficou tão atordoada ao cair nocauteada que chegou até a bater em desistência quando o juiz interrompia o combate.

"Não parece real, parece que estou em um filme. Eu vi muita besteira na mídia, só queria entrar e usar o que tenho para seguir meus sonhos. O cinturão é só um extra, no fim das contas, é só entretenimento", declarou Namajunas, ainda dentro do octógono, parecendo não acreditar no que tinha acabado de fazer.

Jedrzejczyk, que saiu da arena sem falar uma palavra, entrou no combate como franca favorita e certa de que iria igualar o recorde de Ronda Rousey, de maior número de defesas bem-sucedidas de um cinturão feminino no UFC. A polonesa entrou ovacionada na icônica arena do Madison Square Garden, e protagonizou uma encarada tão intensa no início da luta, que quase fez Rose soltar um golpe antes da hora. Mas Namajunas segurou os nervos e brilhou no momento certo. Ela foi a primeira a acertar um chute baixo, enquanto Joanna desferia jabs para medir a distância. A cada tentativa de aproximação de Rose, Jedrzejczyk respondia com combinações de socos e chutes. A campeã andava pra trás, mas levou de encontro um golpe de direita, caindo em knockdown.

Ao ver Jedrzejczyk no chão, a arena se levantou enlouquecida. Mas Joanna se recompôs e voltou à luta. Pouco tempo depois, foi parada novamente pela mão certeira da desafiante. Rose soltou um cruzado de esquerda que pegou em cheio, fazendo Joanna desabar no chão. Ela apenas completou o serviço até o árbitro encerrar o combate no primeiro round. Era o fim do reinado da rainha Jedrzejczyk.

A revanche está marcada para 7 de abril no UFC 223! 
Quem sairá vitoriosa dessa vez?

Veja a luta abaixo:

Seiichi Hissamura
Paulista, ex atleta profissional, treinador de lutas e artes marciais. Responsável pelas análises técnicas.