Adriana Soares
Fotógrafo: Internet
Categoria Post
Artigos
Categoria Post
Ganhar ou perder faz parte do jogo.

Ganhar ou perder faz parte do jogo.

JS116874124-Amanda-Nunes-Ronda-Rousey-SP

 

 

Quando tratamos de esportes logo surge à ideia de vitória ou derrota.

No MMA onde o combate é realizado de forma individual dentro de um espaço de oito lados não é diferente. Apenas um braço será levantado.

Muitos lutadores apresentam baixo rendimento após um revés. Exemplos temos vários como Anderson Silva, Renan Barão, Antonny Pettis, Ronda Rosey, José Aldo, dentre outros.

O caso mais notório foi daquela responsável por incluir as mulheres nos negócios do UFC, Ronda Rousey. Em entrevista para o programa The Ellen DeGeneres Show, a americana admitiu ter pensado em suicídio no período após o confronto que causou a sua primeira derrota na carreira no MMA. A mesma aposentou-se depois de perder novamente para Amanda Nunes em 40 segundos.

Outro lutador que não digeriu bem a ruína foi José Aldo. Logo após perder o título para o algoz Connor McGregor, o manauara revelou-se diferente tendo declarado certa vez em sessão de perguntas e respostas com fãs em Curitiba que: "Sabia que um dia iria perder, menos para aquele merda". Aldo ainda venceu Frankie Edgar, perdendo por duas vezes para o então campeão Max Hollowey.

Um dos treinadores mais respeitados do mundo das artes marciais, Rafael Cordeiro, líder da Kings MMA, declara que cada lutador reage de uma forma ao tropeço, mas acha que o dissabor do revés é fundamental para a evolução dos atletas.

Tem atleta que cresce na derrota, enquanto outros esmorecem. Perder é uma coisa importante na carreira de qualquer lutador. Todo lutador deveria perder um dia para saber como lidar, como reverter isso. O lutador só se reconhece como lutador no dia que perde. Cada um absorve de uma forma. Tem uns que, como posso dizer... Ficam com pena de si mesmos, não conseguem dar a volta por cima. Quando você é campeão por muito tempo, todo mundo começa a estudar o seu jogo, você fica muitos anos na mesma batida, as pessoas sabem para que lado você vai andar, as coisas boas e as más que você faz. Todo mundo tem furos no jogo, não existe atleta 100% completo. Todo mundo tem falhas, mas uns escondem com agressividade, com boa defesa ou com contra-ataque. (Fonte: Canal Combate)

Assim como tudo na vida temos que saber lidar com as emoções, porém é uma pena quando algum atleta não sabe suportar a dor da perda, e que não entende que ganhar ou perder faz parte do jogo. Fica a sensação de que suas almas foram sugadas. Como já dizia Fernando Meligeni, "O grande atleta não é aquele que ganha ou perde. O grande atleta é aquele que se levanta toda vez que cai".

Adriana Soares
Natural de Santarém/ PA. Advogada militante na cidade de Manaus/ AM. Apaixonada por lutas em especial MMA. Adoro o mundo do entretenimento. Palpiteira profissional, escrevo sobre curiosidades interessantes do mundo esportivo.