Maria Beatriz Furtado
Eventos
Artigos
Eventos
Cerrone volta a boa fase!

Cerrone volta a boa fase!

cerrone%20austin.jpg

Começou com tudo o UFC Fight Night de domingo!

Quase todas as lutas do card preliminar terminaram antes da hora, com exceção apenas da única luta feminina da noite, onde Lucie Pudilova venceu Sarah Moras por decisão unânime. A luta de abertura, feita por novatos no UFC, já terminou no 1o round com um nocaute de Oskar Piechota sobre Tim Williams. Em seguida, Joshua Burkman teve sua quinta (!) derrota consecutiva, sendo finalizado por Alex Morono.  Seguimos com mais duas finalizações no card: a de Roberto sobre Joby, no duelo entre os Sanchez, e a do estreante Geoff Neal sobre Brian Camozzi.  E pra concluir, o primeiro brasileiro do evento, Diego Ferreira conquistou um nocaute técnico, mesmo depois de dois anos sem pisar no octógono, sobre Jared Gordon. 


Abrindo o card principal, o quase Ivan Dragon, ou o Ken Humano, chamado Sage Northcutt venceu por uma decisão bem controversa seu oponente francês, Thibault Gouti. Super Sage estava lutando em casa, além de ser pupilo do Dana. 


Em seguida tivemos o que foi provavelmente a luta da noite, entre Steven Peterson e Brandon Davis. Muito bem movimentada do começo ao fim. 


Os outros dois brasileiros da noite não deram a mesma sorte do Diego. Thiago Pitbull foi nocauteado, e na sequência o carismático Massaranduba perdeu por decisão.
Já as duas principais atrações tiveram bons finais por nocautes técnicos. 


Após uma luta de reviravoltas, a "fera" Lewis conseguiu conectar bons golpes fazendo com que o juíz interrompesse a luta no último round do co-main event. Logo depois, Cerrone acabou o serviço antes de soar o primeiro gongo, nocauteando o havaiano parceiro de treino do campeão Max Holloway, e encerrando sua sequência de derrotas, numa batalha com o melhor clima do mundo. Valeu a pena ficar assistindo até tarde no domingo!

Maria Beatriz Furtado
Paulista, bancária se aventurando no mundo da escrita, sobre um assunto que tanto gosta,MMA, com a maior espontaneidade possível.