Cintia Lessa Lima Cancellier
DIÁRIO EFICIENTE
Artigos
DIÁRIO EFICIENTE
Aula do Eder

Aula do Eder

 

        

         Pois é gente, até agora não sei definir muito bem se é uma festa ou uma aula. Acho que as duas coisas  ao mesmo tempo. Como posso explicar?  A diversão já começa quando  agendamos a aula pelo celular com varias promessas de um bater no outro....!

         Nossas aulas iniciam com aquecimento no cicloergômetro (um pequeno pedalzinho que a gente coloca em qualquer lugar da casa e pedala), 20 minutos ou no transport, quando lembramos de marcar...mas usualmente ultrapassamos este tempo.

Terminamos de aquecer e a nossa musica favorita já está na cabeça: “Eyes off the tiger”, do nosso querido e amado Rock Balboa! O que só faz animar a sequencia de agachamento trabalhando braços simultaneamente, com pesos realizando movimentos de “jab e direto” em cada levantada; pêndulos tentando escapar do macarrão de isopor (aquele de piscina que a Rose deixa aqui exatamente pra isso), exercícios de sobe e desce no step e pendular numa corda que meu super professor amarrou de uma ponta do armário a janela.

         Depois de ouvir a trilha sonora do filme do Rock, o Eder colocou uma musica de lei pra aula também, que me lembra daquele seriado,” Chips o Guarda Rodviário” com direito a James Brown em seguida. Mas não acaba por aí gente, Ederedi quando vai demonstrar os exercícios pra mim, faz questão de realizar no ritmo da música, o que me faz chorar de rir.

         A criatividade aqui é grande e isso tudo é muito divertido. Vamos para o boxe propriamente dito com sequencias combinadas e surpresas que sempre me atrapalho. Em alguns momentos, quando minha perna dá aquela travada de lei, eu caio sentada na cama (claro que a posição já é estratégica para o fato acontecer), mas  atualmente minhas quedas estão menos frequentes e isso me deixa mais empolgada e com mais vontade de bater no Eder! A minha vontade é sempre de acertar “na cara” mesmo, mas claro que isso dificilmente acontece..!

         Flexão de braço em cima da bola já é exercício obrigatório. Elevação de quadril (ponte com a bola pesada em cima de mim) e ponte tirando um pé e o outro.

         Muitas vezes minha cabeça está a mil e meu corpinho a cem, não consegue acompanhar, mas a gente tenta e tenta sempre. Todos esses desafios, exercícios loucos e diversão mexem muito comigo positivamente e é o mais importante.

         Sempre penso e digo que a vida é feita de escolhas: se você tem uma dificuldade seja ela qual for, o modo que você encara este obstáculo é o diferencial na sua vida.

         Eu tenho muitos pacientes com dificuldades muito menores que as minhas,  mas dão um valor tão absurdo pra aquilo que parece que estão de frente pra um abismo ou pra um gigante e não tem como escapar.

         Por isso que digo que a melhor forma de se viver é tentar sempre encarar as situações com tranquilidade e aproveitar da melhor maneira possível cada minuto do seu dia.

         Sempre gostei de luta, me amarro no UFC,  assisto  com meu pai e meu marido, mas depois do dia do Premio Osvaldo Paqueta, que fui homenageada pela belíssima entrevista que minha amiga Isabella Rocha fez comigo, me apaixonei mais ainda pelo  mundo da luta. A sensibilidade que meu amigo Cristiano Martins  teve em relação a  história da minha vida  me deu mais força e vontade de seguir. Converso muito com ele sobre minhas experiências, dificuldades, momentos duros da vida, obstáculos, compartilhando as ideias, temas e matérias. Tudo isso faz muito diferença na minha vida e sou muito grata a meu amigo por isso.

         A minha batalha com as dificuldades motoras é constante, não tem fim. Por isso me sinto uma vencedora, porque meus  adversários são diários, de vários tamanhos, peso e altura e por mais difícil que seja cada luta eu estou sempre pronta para a próxima.

        

 

                   Agradeço aos  meus amigos Eder Correia e Cristiano Martins!

Cintia Lessa Lima Cancellier
Fisioterapeuta, Mestre pelo IAMSPE (área de neuro-reabilitação ), autora do Livro - Exercícios e Posturas para o paciente com sequela de AVC e outras doenças neurológicas. Especialista pela Santa Casa de Misericórdia em Fisioterapia neuro-múscoloesquelética. Pós Graduada pela Gama Filho em Fisioterapia Cardiorrespiratória.
Apaixonada por desafios.
Atleta amadora !