Cintia Lessa Lima Cancellier
DIÁRIO EFICIENTE
Artigos
DIÁRIO EFICIENTE
Aula de jiu-jitsu com o Mestre Barbosa

Aula de jiu-jitsu com o Mestre Barbosa

                            Aula com o  Mestre Barbosa

 

         Hoje tive a honra, alegria, oportunidade, enfim, tudo isso e muito mais por ter participado da aula de jiu-jitsu do  Mestre Barbosa . Esse encontro acontece a cada dois meses, um aulão só para mulheres, mocinhas e meninas....rsrsrs...na academia do Barbosa, a B9.

         É muito legal a recepção desde a entrada,  escada, até lá dentro da academia.. Acho bem interessante a maneira solicita que todos da academia tem em querer ajudar. Meu pai, subia atrás de mim, pra dar aquele apoio moral, com meu bastão na mão A questão de subir as escadas é bem curiosa, porque ela é bastante inclinada, o que dificulta um pouco o acesso, mas eu dou meu jeito, segurando na parte inferior do corrimão, o que me facilita o equilíbrio e não aumenta a espasticidade das pernas, permitindo a flexão de quadril e joelho (aliás, desta vez foi bem mais fácil a escalada). Aí, estava nos últimos degraus quando dois rapazes gentilmente me ofereceram ajuda, pegando cada um num braço, com muita boa vontade até o acesso final com segurança.  Então eu agradeci e cheguei!

         Eu fiz questão de descrever a chegada lá, porque na academia, as pessoas enxergam suas dificuldades e te oferecem ajuda no ato, sem frescura. Simplesmente, te ajudam!

         A aula teve inicio com uma corridinha pelo tatame, que obviamente eu camuflei..rsrs..com minha caminhada super rápida ao lado da Dinha, minha professora já bem conhecida aqui. Depois da corridinha, fomos para a fuga de quadril e então para a dinâmica em duplas (eu e Dinha), e claramente, me lasquei...kkkk, mas ta tudo certo, o importante é participar!

Essa dinâmica começou com um de costas para o outro, pernas esticadas e braços flexionados. As duplas estavam posicionadas uma ao lado da outra e Barbosa então, determinou que um lado seria azul e o outro amarelo. Quando ele escolhia uma das cores, as meninas da cor cantada por ele, tinham que virar rapidamente e segurar a colega de trás, enquanto, inversamente,  sua parceira deveria fugir e não permitir ser pega. Quem não conseguisse fugir, ou segurar a amiga, deveria pagar 5 flexões. Nem preciso explicar o que aconteceu, né?  Nunca fiz tanta  flexão na vida...kkkkk!

         Depois disso, todas em pé, de frente para o mestre. Barbosa então, propôs o seguinte: quando  dissesse , um, era para ficar em pé; dois é para ficar agachado e três é para se jogar no chão.  Bom, o três, eu nem tentei, porque, pelo menos até agora, se me jogasse no chão, eu demoraria um século pra levantar....rsrs..então fingia não ouvir..kkk.

         Barbosa nos explicou tecnicamente a aplicação do 100 kilos (que eu adoro, porque amasso mesmo a Dinha e a Erika). Gostei muito de cada detalhe , posição, pegada, cabeça, montada, pé vivo...enfim, um leque de informações que eu nem imaginada existir. Fomos para a aplicação então. Fiquei na companhia de uma moça muito paciente, faixa marrom, que me deixou tripudiar (no bom sentido) em cima dela..kkkk.

         Em seguida, faixas pretas e marrons, foram para o chão e as outras, aguardavam em pé os cinco minutos de cada tempo para poder entrar no rolo. E por falar em rolo, foram diversos rolas que fizemos. Todas as meninas com a maior paciência do mundo para me passar uns toques importantes.

         No final, ouvimos as sabias palavras do Mestre Barbosa, que abordou diversos tópicos, como,  a importância da união do grupo, da presença das alunas de professores que treinam com Ele, do uso do quimono padronizado, o que fortalece os laços da equipe e identifica qual é a base de cada aluno.

A questão que me chamou mais atenção, foi que no grupo, existem competidores e alunos que estão ali, simplesmente para a prática do esporte, mas, todos são vencedores, independente do grau de  força física e habilidades......se chegaram ali é porque a força interior é tão importante e valiosa quanto (palavras do Mestre Barbosa).

         Mesmo com todas a minhas dificuldades que não são poucas, eu consigo me sentir totalmente a vontade com esse grupo. Todas a meninas são fantásticas e estão sempre prontas a dar aquele apoio moral!

 

         Muito obrigada Mestre Barbosa,  pela hábil maneira de transmitir seus conhecimentos, atenção e carinho.

 

        

Até o próximo encontro!

Cintia Lessa Lima Cancellier
39 anos,fisioterapeuta, Mestre pelo IAMSPE (área de neuro-reabilitação ), autora do Livro - Exercícios e Posturas para o paciente com sequela de AVC e outras doenças neurológicas. Especialista pela Santa Casa de Misericórdia em Fisioterapia neuro-múscoloesquelética. Pós Graduada pela Gama Filho em Fisioterapia Cardiorrespiratória.
Atleta amadora !